CÂNCER COLORRETAL


É uma doença comum nos dias atuais, sendo um dos cânceres mais frequentes em todo mundo com aproximadamente 1 milhão de novos casos anuais representando 9,4% dos tumores malignos.

Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA): no Brasil em 2016 tivemos 16.600 novos casos de câncer coloretal em homens e 17.620 casos em mulheres. Isto representa o segundo tumor mais incidente em homens e mulheres quando levamos em consideração a regiao sudeste do Brasil.

Apesar da incidência vir diminuindo ou estar estável em alguns países como os Estados Unidos, provavelmente por detecção e remoção de lesões pré cancerosas, em paises em desenvolvimento como o Brasil, sua incidência vem aumentando.

FATORES DE RISCO

Idade: cerca de 90% dos diagnósticos são feitos em pessoas acima de 50 anos, principalmente após 65 anos de idade.
Dieta pobre em fibras ( frutas, verduras e legumes) e rica em gorduras, carnes vermelhas e alimentos condimentados.
Obesidade
Sedentarismo
Tabagismo e etilismo
Doenças inflamatórias intestinais (Doença de Crohn e Retocolite Ulcerativa).
História familiar de Câncer Colorretal

DIAGNÓSTICO

Sintomas comuns: dor abdominal, alteração do funcionamento intestinal, sangramento retal, anemia, fraqueza, perda de peso sem causa aparente, sensação de evacuação incompleta.

O exame mais completo para identificação e confirmação da doença é a colonoscopia.

Exame que consite na passagem de um aparelho pelo ânus avaliando todo reto e intestino grosso e parte do intestino fino com identificação e biópsia da lesão, sendo este realizado sobre sedação e após preparo intestinal adequado. Após a identificação da lesão uma retirada de um pequeno fragmento da lesão é extraída (biópsia) e enviado ao médico patologista para confirmação do tumos.

A sobrevida do Câncer Colorretal está relacionado ao estagio da doença do momento do diagnóstico, geralmente quanto mais precose melhor a sobrevida.

Os exames de RASTREAMENTO ao Câncer Colorretal deve ser individualizados conforme o grupo de risco que ele pertence e tem o objetivo de detectar lesões em fase inicial, como pólipos por exemplo, promovendo assim um tratamento precose, muitas vezes realizado durante o próprio exame de colonoscopia, o que possibilita uma chance muito maior de cura.
Paciente sem história familiar de Câncer Colorretal e com mais de 50 anos deve iniciar seu rastreamento que pode ser com toque retal, exames de sangue oculto, retossigmoidoscopia, enema baritado, colonoscopia virtual e a colonoscopia sendo esta última o exame mais completo para o rastreamento deste tipo de câncer.
Paciente com história familiar de Câncer Colorretal deve iniciar seu rastreamento mais precocemente, após 40 anos de idade.
Histórico de Doença Inflamatória Intestinal e ressecções de pólipos prévios também seguem investigação de forma mais precose e individualizada.
Famílias com histórico de Síndromes Genéticas que favorecem o surgimento de Câncer Colorretal mais precose como Síndrome de Lynch e Polipose Adenomatosa Familiar (PAF), seguem também protocolo de rastreamento mais precose.

TRATAMENTO

Inicialmente é realizado uma análise complementar ao diagnóstico prévio chamado “estadiamento do tumor”, onde são realizados diversos exames (tomografias,ressonâncias, dosagem de marcador tumoral) com objetivo de dimensionar a gravidade da lesão, identificando disseminação (metástases) para outros órgão, invasão local de órgão vizinhos e a partir de então é feito o planejamento e o tratamento definitivo que geralmente é realizado com cirurgia.
A necessidade de complementação do tratamento cirurgico com quimioterapia vai depender deste estadiamento prévio e principalmente da análise do material estraído da cirurgia.

Infelizmente grande parte de nossos paciente são operados de forma” emergencial” o que acaba comprometendo muito a sobrevida destes posteriormente.
Serviços de qualidade oferecem um tratamento multiprofissional aos pacientes com câncer.
Envolvendo além da equipe médica qualificada, nutricionistas, psicólogos, enfermeiras que são essenciais para uma boa recuperação tanto física quanto psicológica dos pacientes.

SETEMBRO VERDE: mês de prevenção ao câncer de intestino


Para mais informações sobre o Câncer Colorretal visite o site:

www.inca.gov.br
www.portaldacoloproctologia.org.br
www.movimentovaipormim.com.br
 Voltar

Unidade Votuporanga


Rua Minas Gerais, 3175
Santa Eliza - CEP 15503-024
Votuporanga - SP
(17) 3422-2614 / 3423-6765

Atendimento

Segunda à Sexta
08:00 às 19:00h.