Colonoscopia

O exame de Colonoscopia é a endoscopia do cólon e reto e geralmente avalia também o íleo terminal. É realizado por médico especialista, estando o paciente sobre sedação durante todo exame o que torna o exame seguro e indolor.

O aparelho utilizado chama-se Videocolonoscópio equipado com dispositivo de fibra óptica, um canal para insuflação de ar, um canal de trabalho e uma ponta com microcâmera para visualização e documentação das alterações encontradas.

Para realização do exame de Colonoscopia com qualidade, o intestino grosso deve estar sem resíduos. Isto é conseguido através de preparo intestinal adequado com dieta específica e medicações laxativas padronizadas por cada serviço.

É necessário também a suspenção de determinadas medicações prévias à realização do exame como anticoagulantes por exemplo.

Deve ser indicado por um médico com objetivo de investigar sangramentos intestinais, dores abdominais de origem incerta, diagnóstico e prevenção de câncer coloretal, diagnósticos de colites e remoção de pólipos intestinais.

O exame de Colonoscopia além de identificar doenças intestinais com possibilidade de biópsias quando necessário, realiza tratamentos como: retiradas de pólipos intestinais (polipectomias), esclerose ou clipamento de vasos intestinais em sangramento, posicionamento de próteses em paciente com tumores intestinais obstrutivos.

A contra indicação absoluta para realização do exame de Colonoscopia é suspeita de perfuração intestinal e colites graves. Infarto agudo do miocárdio recente e gravidez de um modo geral deve-se evitar realização do exame.

A Colonoscopia é um procedimento seguro, eficaz e sempre beneficia os pacientes com indicação para faze-la. Da mesma forma deve ser realizada por profissional treinado, habilitado e experiente.

O preparo intestinal cursa sem problemas na imensa maioria dos casos. No entanto, sintomas de náuseas, mal-estar, vômitos e cólicas abdominais leves podem ocorrer após a ingesta dos laxantes ou da solução de preparo intestinal. Caso isso ocorra e você não esteja na clínica ou hospital, ligue e obtenha a adequada prescrição de medicamentos que aliviam esses sintomas.

Sedação prolongada ou mais profunda do que o habitual são complicações infreqüentes, porém são resolvidas normalmente dentro da sala de exames. Uma duração maior do repouso pós-exame geralmente é requerida nesses casos.

A perfuração intestinal é uma complicação possível porém rara. Quando ocorre, é mais freqüentemente resultado da retirada de pólipos maiores e pode requerer cirurgia.

O sangramento que também pode ocorrer associado a retirada de pólipos maiores é freqüentemente autolimitado porém pode demandar um segundo exame.

Após realização do exame o paciente permanece em recuperação por aproximadamente 30 minutos, recebe alta com dieta livre e orientações gerais, principalmente em situações de necessidade de procedimentos durante exame. Sempre liberado para casa com acompanhante.

 Voltar

Unidade Votuporanga


Rua Minas Gerais, 3175
Santa Eliza - CEP 15503-024
Votuporanga - SP
(17) 3422-2614 / 3423-6765

Atendimento

Segunda à Sexta
08:00 às 19:00h.

Unidade Paranaíba


Rua Dr. Mário Corrêa, 1175
Centro - CEP 79500-000
Paranaíba - MS
(67) 3668-2171 / 3668-5275

Atendimento

Quartas-feiras
08:00 às 19:00h.